Crehnor Sul - Quem coopera sempre alcança

Crehnor Sul - Quem coopera sempre alcança

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Secretário nega, mas áudio comprova afirmação de mão única no centro da cidade

Indagado se era algo concreto, Cacaio confirmou que seria feita a modificação.
Não sabe-se o motivo certo que fez o secretário de Urbanismo e Serviços Públicos, Carlos Miguel de Ávila Porto, retornar atrás com sua decisão e mudar as declarações, alegando segundo um blog do município, que teve suas falas distorcidas na reportagem do Mundo Piratini.

Porém, além das duríssimas críticas que recebeu de vereadores de oposição e alguns de situação, como o ferrenho defensor do governo Sérgio Castro (PDT) e o petista Lourenço de Souza, último a integrar-se na aliança da base governista, a proposta de Porto também foi veemente negativada pela população, que manifestou-se através da rede social Facebook.

O que pode-se sustentar, é que o secretário Cacaio garantiu que seria feita a modificação para mão única. Porém, esse comentário proferido por ele, dizendo que não disse, obrigou nossa reportagem a divulgar um trecho do áudio da entrevista, no qual ele ratifica como e quando acontecerá a mudança.

Essa foi a única saída viável para garantir a idoneidade do Mundo Piratini, que apenas divulgou uma importante informação para a população, dita pelo secretário da pasta responsável. Não podemos de maneira alguma ser condenados por um erro de outrem. Caso o senhor Cacaio tenha se confundido ou voltado atrás por represálias, a reportagem se exime de quaisquer responsabilidades por suas declarações.

Escute o áudio da entrevista abaixo.

Carreta tomba na BR-293

Acidente causou apenas danos materiais; guincho deverá retirar o veículo.
Por volta das 20h20min da noite desta terça-feira (30), uma carreta que transportava enlatados tombou na altura do quilômetro 61 da BR-293, em Piratini.

O veículo se diria de Hulha Negra em direção a cidade de Rio Grande, quando pouco após passar o trevo de acesso ao município de Piratini, ficou desgovernado e tombou. O único ocupante não sofreu ferimentos, sendo que o sinistro culminou apenas em danos materiais.

Luciana Greque Souchy, 39 anos, que reside as margens da rodovia, contou como aconteceu o acidente. "Nós estávamos dentro de casa, quando escutamos um forte barulho. Quando olhei a carreta estava tombada, já dentro da minha propriedade. Por sorte, ninguém se feriu", aliviou-se.

O marido de Luciana, Derli Alexandre Souchy, 42, esclareceu a frequência de sinistros naquele trecho da BR. "Seguidamente caminhões e carretas sofrem acidentes. Em menos de 60 dias, um caminhão de soja virou bem próximo daqui", revelou.

A Polícia Rodoviária Federal controla a fluidez do trânsito, que neste o momento está funcionando em meia pista, até que a chegada de um guincho da cidade de Porto Alegre. 

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Executivo sanciona lei que obriga bancos e casas lotéricas a instalarem câmeras de segurança

Empresas que descumprirem lei serão advertidas e poderão pagar equivalente a R$12.562,50.
O projeto de lei que visa instalar câmeras de filmagem na área interna e externa de agências bancárias e casas lotéricas, de autoria do vereador Sérgio Castro (PDT), que foi aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores, foi sancionado pelo prefeito municipal Vilso Gomes (PSDB), a 09 de setembro de 2014.

A lei estipula que esses estabelecimentos são obrigados a permanecer com as imagens gravadas por um prazo mínimo de 60 dias, deixando as mesmas a disposição das autoridades. Outrossim, ainda especifica que as câmeras deverão possuir sensores capazes de captar imagens em cores e com boa qualidade de resolução, possibilitando identificação de criminosos.

Tanto casas lotéricas quanto agências bancárias, sofrerão duras sanções pelo descumprimento do proposto, já que poderão ser advertidas e posteriormente multadas em no mínimo 250 VRM's (Valor de Referência Municipal). Cada VRM equivale atualmente à R$50,25, o que consequentemente representaria uma multa de R$12.562, 50. 

Nesta terça-feira (30), durante a reunião ordinária da Casa Legislativa, o edil proponente apresentou um requerimento, reforçando a promulgação da lei, e solicitando o cumprimento da mesma. "O objetivo principal desta lei é melhorar a segurança em nossa cidade. Com câmeras de segurança nestes estabelecimentos, estaremos inibindo ações criminosas, e ainda, auxiliando no trabalho da polícia", justificou o parlamentar, evidenciando que bancos e lotéricas terão um prazo de 120 dias para adequarem-se ao disposto.

Sérginho ainda ampliou, informando que a principal ideia é efetivar o vídeo-monitoramento em todo o perímetro urbano de Piratini. "Estamos tentando agendar uma reunião com o senhor Airton Michels, gestor da Secretaria Estadual de Segurança Pública, para debatermos um mecanismo viável para a implantação deste sistema em nossa cidade", discorreu.

Secretário de Urbanismo assegura mão única na avenida Gomes Jardim

Modificação irá desde o antigo Hotel da Cila até a quadra do Instituto de Educação Ponche Verde.
Em uma nota divulgada pela ACIAS/CDL de Piratini nesta terça-feira (30), foi levantada uma questão polêmica do afamado estacionamento oblíquo no centro do município, estagnado desde o início do ano, quando houve a implantação em frente ao Instituto de Educação Ponche Verde, na avenida Gomes Jardim.

Procurado para externar sobre o assunto, o gestor da Secretaria Municipal de Urbanismo e Serviços Públicos, Carlos Miguel de Ávila Porto, elucidou uma ideia convicta e que será efetuada na via central da cidade.

Cacaio tem asserção de que a melhor saída para desafogar a falta da estacionamento na Gomes Jardim, seja a implantação de um estacionamento oblíquo. Para isto ser concretizado com sucesso, deve haver uma mudança drástica no fluxo de veículo, limitando a via ao trafego de mão única.

O sentido bairro-centro de mão única, funcionará desde o antigo Hotel da Cila até a quadra do Instituo Ponche Verde, onde já existe o oblíquo, porém o trânsito segue fluindo nos dois sentidos.

O único entrave para iniciar o projeto, segundo Carlos Miguel, é a falta do projeto, que primeiramente deve passar pelos setor de engenharia da Prefeitura. O prazo estipulado por ele, é que ainda neste ano, o trânsito sofra as alterações previstas.

"Precisamos da liberação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul - CREA-RS, para posteriormente, podermos iniciar a mudança. Resta aguardar os trâmites legais, que devem ficar prontos mais tardadamente até dezembro deste ano", vislumbrou. 

Como subsídios para a implantação da mão-única, o secretário ressalta que este foi um tema amplamente debatido pelo Conselho Municipal de Trânsito. "Entramos nessa consonância sobre o tema, depois de diversas reuniões e testes. Será tão positivo a mão única, que poderemos transformar os dois lados da via em estacionamento oblíquo", analisou.

Assunto é debatido em reunião da Câmara
Durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores da terça-feira (30), diversos vereadores mostraram-se desfavoráveis a proposta apresentada pela Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos, coordenadora do setor de Trânsito da Prefeitura Municipal.

Quem instigou o debate foi o parlamentar situacionista Sérgio Castro (PDT), sob alegação de que não foi feito um estudo adequado para saber o impacto e balancear o bônus e ônus obtidos com a mão única em uma das principais avenidas da cidade.

"Sou amplamente contrário a essa modificação neste momento. Deve ser contratada uma empresa especializada para fazer um cálculo e a partir daí, poderemos ter um olhar técnico se realmente será positivo ou não", explanou.

Sendo aparteado por seus pares, o edil foi apoiado pelos opositores peemedebistas Marcial Guastucci e Daniel Morales. Em sua fala, Macega expressou parecer negativo sobre o assunto. "Vai ser um absurdo transformarem em mão única. Sou parceiro do vereador Sérgio para tomar as medidas cabíveis caso essa ideia realmente vá para frente", afirmou.

ACIAS/CDL emite nota solicitando providências para melhorar trânsito no centro da cidade

"Muitos empresários da área central estão descontentes com a colocação dos veículos destinados a venda, ocupando diversas vagas nas ruas e dificultando o espaço para estacionamento", salientava o comunicado.

Um requerimento apresentado pelo vereador peemedebista Cláudio Dias na sessão ordinária da Câmara de Vereadores da terça-feira (23) passada, despertou diversas manifestações contrárias a utilização de vias publicas por donos de comércios de vendas de veículos, que estacionam seus automóveis, diminuindo a quantidade de vagas na área central da cidade.

A solicitação de Dias era a implantação de uma placa na rua 20 de Setembro, prevendo prazo máximo de uma hora para veículos permanecerem estacionados, o que com asserção inibiria a ação dos garagistas. 

O assunto foi debatido em um blog local da cidade, tendo amplo apoio da população, que também já estava aparte do que acontecia. Nesta terça-feira (30), foi enviada a imprensa local uma nota do presidente da ACIAS/CDL, Maico Tunes Joanól, exprobrando este método utilizado pelos proprietários de garagens e externando que muitos empresários estão descontentes com essa prática. Outrossim, foram solicitadas providências do Poder Público para sanar o problema e agilidade na conclusão do projeto do estacionamento oblíquo.

Leia abaixo, a integra da nota.


Contraponto
Em contato telefônico com o secretário Carlos Miguel de Ávila Porto, gestor da pasta de Urbanismo e Serviços Públicos, fomos fomos informados por Porto da inviabilidade de se fazer tais alterações.

"Penso que seja equivocado esses vendedores estacionarem os automóveis em vias públicas, porém não existe ou não é do meu conhecimento uma lei que os proíba. Acredito sim, que deve haver bom senso por parte dos mesmo. A questão de estipularmos um tempo máximo para cada veículo estacionar, torna-se ineficaz, pois não teríamos como fiscalizar efetivamente se estava sendo observada ou não esta lei", disse Cacaio, ampliando "estamos trabalhando para encontrar uma solução mais amena, que beneficie à todos".

Acerca do término do estacionamento oblíquo, o gestor frisou que não existe um projeto formal, contudo, a expectativa é que ele seja feito ainda neste ano. "Temos que acertar os trâmites legais, por que não existe um projeto, mas sim uma consonância entre entre a Prefeitura e Conselho Municipal de Trânsito", ponderou.

Guarany organiza campeonato de futebol de sete

Jogos devem acontecer aos domingos, a partir de 12 de outubro.
Na sexta-feira passada (26), a diretoria do Esporte Clube Guarany reuniu-se com presidentes e representantes de entidades desportivas do município para apresentar o projeto do campeonato de futebol de sete que está sendo organizado.

A reunião aconteceu nas dependências da Câmara de Vereadores, e teve como principal foco, o regulamento apresentado pela organização. Ideias trazidas pelos membros das entidades também foram ouvidas.

O objetivo do campeonato intitulado "1ª Taça Lojas Nice de Futebol de Sete", é possibilitar a prática coletiva do futebol visando à integração entre os participantes, bem como a utilização do tempo livre de maneira lúdica e saudável. 

Os jogos da competição serão disputados inicialmente aos domingos em quadra adaptada do estádio Nei Fabião Valente, tendo seu início previsto para o dia 12 de outubro do corrente ano.

As inscrições das equipes poderão ser realizadas junto a diretoria do Gurany até o dia 10 de outubro, durante a realização de um congresso técnico que obrigará ao menos um representante a comparecer, sob pena de perder a vaga do tima. Cada equipe poderá inscrever até 16 atletas.

Além da categoria Adulto Livre, ainda haverá disputa na categoria Sub-16, de jovens que nasceram até 1998. As partidas terão duração de 2 tempos de 20 minutos cada, com intervalo de 10 minutos.

Haverá premiação em medalhas e troféus para os três primeiros colocados de cada categoria. Na disputa da categoria Adulta, também será oferecida uma premiação em dinheiro em valores que variam de 500 reais para o primeiro colocado a 200 reais para o terceiro.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Retra 2014 fomenta tradição entre estudantes

João Manoel Ferreira, Zaira Leopoldina da Silveira e Joseane Duarte, foram jurados da competição.
Aconteceu, durante a Semana Farroupilha 2014 de Piratini, mais uma edição da RETRA – Ronda Estudantil Tradicionalista.

Nos dias 16, 17 e 18 de setembro, no Centro de Eventos Erni Pereira Alves, subiram ao Palco do Rio Grande cerca de 450 alunos, representando 22 escolas municipais e estaduais de Piratini. 

Disputavam, divididos nos níveis Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais e Ensino Médio, cinco modalidades: Declamação, Canto individual, Canto grupo, Causo e Dança. Também foram escolhidas as melhores torcidas de cada nível.

A Secretaria Municipal de Educação, organizadora da RETRA, considerou que o evento atingiu plenamente seu objetivo de resgate à cultura, folclore e tradições do nosso Estado, através da descoberta e incentivo de talentos artísticos nas comunidades escolares.

Esta Secretaria parabeniza e agradece às direções, professores, funcionários, alunos e familiares, a quem atribui o sucesso da RETRA e dedica, ainda, um agradecimento especial à Comissão Avaliadora da competição, composta por João Manoel Ferreira, Zaira Leopoldina da Silveira e Joseane Duarte, os quais, voluntariamente, tão bem desempenharam sua função.

Conheça abaixo, quem foram os vencedores da Retra 2014:

MODALIDADE DECLAMAÇÃO

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL

- 1º lugar: E.M.E.I. MEU LAR – Joaquim Silveira Sigales

- 2º lugar: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL – Nicolly Valadão Pinheiro

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO

- 1º lugar: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE – Mailara de Ávila Neitzke

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Letícia Gonçalves de Freitas

- 3º lugar: E.M.E.F. ARMANDO FAJARDO – Luiza Dutra Perret

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE

- 1º lugar: E.E.A.E.F. ALAÔR TAROUCO – Laisa Meireles Nunes

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – João Pedro Wickboldt Manetti

- 3º lugar: E.M.E.F. ANTENOR ELIAS DE MATTOS – Ana Paula Quintana de Moura

NÍVEL ENSINO MÉDIO

- 1º lugar: E.E.E.M. CARMOSINA VAZ GUIMARÃES – Bruna Nunes de Moura


MODALIDADE CANTO INDIVIDUAL

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL

- 1º lugar: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL – Luiz Miguel de Ávila Pedra

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Conrado Quevedo de Ávila

- 3º lugar: E.M.E.I. GENTE MIÚDA – Dafne Luiz de Oliveira

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO

- 1º lugar: E.E.E.F. PROFª INÁCIA MACHADO DA SILVEIRA – Cíntia Silva e Silva

- 2º lugar: E.M.E.F. ARMANDO FAJARDO – Yannyse dos Santos Fagundes

- 3º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Nilmar Oliveira Welnecker

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE

- 1º lugar: E.E.E.F. DR. JOSÉ MARIA DA SILVEIRA– Eduarda da Rosa Rodrigues

- 2º lugar: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE – Eliéber Luiz de Oliveira

- 3º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Gustavo Manetti Porto da Silveira

NÍVEL ENSINO MÉDIO

- 1º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Dener de Oliveira Silveira

- 2º lugar: E.E.E.M. CARMOSINA VAZ GUIMARÃES – Katiele Melo da Silva


MODALIDADE CANTO GRUPO

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL

- 1º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Annelies Frizzo Verdin, Helena de Lima Teixeira, Jennifer Ortiz Borges e Sophia Rodriguez Peres

- 2º lugar: E.M.E.I. GENTE MIÚDA – Douglas da Silva Duarte, Gabriele Vitória Teixeira Furtado, Luciélen Sampaio Rodrigues e Naurrani Cardoso de Souza

- 3º lugar: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL – Nicolas Nunes Silveira, Luiza Madruga e Luiz Henrique da Luz Rodrigues.

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO

- 1º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Maria Eduarda de Moraes Corrêa, Martin Amaral da Silveira Morales, Renata Moraes Rodrigues, Yasmin Gomes Shabah.

- 2º lugar: E.M.E.F. ARMANDO FAJARDO – Juane Dutra Fonseca e Roberto Júnior Tavares de Oliveira.

- 3º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Nilmar Oliveira Welnecker, Juan Tiaraju Oliveira Montanho e Ian Clavier Pereira Lopes

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE

- 1º lugar: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE – Adriana Guterres Teles, Aline Schwartz da Silva, Liridiane Rosa Madruga e Thalene Luiz de Oliveira.

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Bibiana Borges da Rosa, Isadora Porto da Silva e Matheus Wolter Gonsalves.

- 3º lugar: E.E.E.F. PROFª INÁCIA MACHADO DA SILVEIRA – Jaine da Silveira Nunes, Karina Soares Madruga, Kauana Soares Madruga e Syang Silveira.

NÍVEL ENSINO MÉDIO

- 1º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Kauani Oliveira Dutra e Thalia Manetti de Ávila.

- 2º lugar: E.E.E.M. CARMOSINA VAZ GUIMARÃES – Katiele Melo da Silva e Paula Rossato Milanesi.


MODALIDADE CAUSO

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL

- 1º lugar: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL – Luis Felipi Porto

- 2º lugar: E.M.E.I. GENTE MIÚDA – Gustavo Schwartz Mantovani

- 3º lugar: E.M.E.I. MEU LAR – Evelyn Oliveira Bessa

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO

- 1º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Yan Clavier Pereira Lopes

- 2º lugar: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE – Humberto de Ávila Pinheiro

- 3º lugar: E.M.E.F. PADRE REINALDO – Mateus Rodrigues Formentim

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE

- 1º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Jussiê Mendes Cardoso

- 2º lugar: E.M.A.E.F. ALAÔR TAROUCO – Pedro Raul dos Santos Corrêa

- 3º lugar: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE – Elieber Luiz de Oliveira

NÍVEL ENSINO MÉDIO

- 1º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Romário Smilliannitzh Ulguim.


MODALIDADE DANÇA

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL

- 1º lugar: E.M.E.I. MEU LAR – Caetana dos Santos Madruga, Clara Helwig Cardoso Souza, Rafaela Rodrigues D’Ávila, LuaraBerwaldt Ferreira, Evelyn Oliveira Bessa, KethleenSandi Sena, Ryhanna Madruga Morais, Rafael Oliveira dos Santos, Rafael da Silva Soares, Joaquim Silveira Sigales, Ryan dos Reis Sampaio, Frank Peres da Silva.

- 2º lugar: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL – Nycolly Valadão Pinheiro, Isadora Aires Ehelert, NadynyVaz Lopes, Laura Vargas Weege, Eduarda Nunes da Silva, Luis Felipe Lucas Porto, Epaminondas Kauã Treptow de Lima, Daniel Furtado Nunes, Vagner Dummer Aguiar Vargas, Kélvi Lessa Bueno.

- 3º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Carlos Eduardo Pereira da Silva, Conrado Quevedo de Ávila, Guilherme Gomes Peruzzi, Harysson Melos Ulguim, José Vinícius Madruga Tunes Filho, Miguel Costa Gonçalves, Paula da Rosa Vasconcellos, Joana de Ávila da Rosa, Helena de Lima Teixeira, Milena Adamoli Weege, Jennifer Ortiz Borges, Sophia Rodrigues Peres.

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO

- 1º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Arthur D’Ávila Leal, Ian Clavier Pereira Lopes, Juan Tiaraju Montanho, Nilmar Oliveira Wernecker, Tiago da Silva Pereira, Gabriel de Oliveira Garcia, Mayanne Rosa Lucas, Manuela Gomes de Oliveira, Ketly Eduarda Nascimento da Silva, Thaís Ávila Lucas, Gabriela Santos de Sousa, Kaulane Felcher de Ávila.

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Guilherme Dummer de Souza, João Pedro Pereira de Ávila, João Victor de Oliveira Bueno, Juliano Porto, Kaio de Lima Bandeira, Luiz Miguel Silva Rosa, Martim Amaral da Silveira Morales, Ricardo Furtado Neitzke, Enrico da Silva Garcia, Ana Carolina de Lima Mota, Carolina Pelegrinoti Vaz Gomes, Gabriela Porto Garcia, Letícia Gonçalves de Freitas, Maria Eduarda de Moraes Corrêa, Maria Laura Oliveira Pinheiro, Renata Moraes Rodrigues, Yasmin Gomes Shabah, Giovana Prestes Madruga.

- 3º lugar: E.M.E.F. ANTENOR ELIAS DE MATTOS – Henrique de Freitas Dorneles, Amanda Dutra Muller, João Vitor Brião Winkel, Ana Carolina Farias Dutra, Estevan Dutra de Souza, Nicoly Leal Valadão, GiliardUlguim Garcia, Michele da Rosa Fonseca, Henrique Dutra Nunes, Claudia Ramos Domingues, Juarez Eduardo RighiCollai, Luana da Silveira Oliveira, João Vitor da Silveira Garcia, Augusto de Matos Cenzi, Heloiza AugustiCoradini.

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE

- 1º lugar: E.M.E.F. DR. VIEIRA DA CUNHA – Gabriela da Silveira Martins, Jéssica Alves Lopes, Bruna Lopes, Iara Severo Porto, Queiti Nunes Pinto, Patrick Oliveira Venâncio, Rafael Martins Garcia, Juan Matheus da Silva Lopes, Junio Garcia da Cunha, Robert Anunciação Farias.

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Aila Farias, Luciana Furtado, Fernanda Chiarelo, Maria Rosa Quevedo, Mariana Garcia, Bibiana Moraes, João Pedro Manetti, Daniel Borges, Mateus Gonsalves, Gabriel Zurchimiten, Igor Sobrera.

- 3º lugar: E.M.A.E.F. ALAOR TAROUCO – Bruno de Lima da Silva, Carolaine da Rosa Ávila, Chaiane da Rosa Ávila, Éric de Ávila Lemos, Kerllow de Leão Garcia, Laisa Meireles Nunes, Lara da Silva Dummer, Liélton Cardoso Teixeira, Marcos Vinicius Borges Cavalheiro, Pedro Raul dos Santos Corrêa, Quezia Lima dos Santos, Vitória Barbosa Soares.

NÍVEL ENSINO MÉDIO

- 1º lugar: E.E.E.M. DEPUTADO ADÃO PRETTO – Adelar José Pretto Júnior, Antônio Tiago Teodoro Pinto, Dakny dos Santos Machado, Dara Duarte Soares, Geovana Farias Martins, Guilherme Cunha Reinaldo, Luciano Bergmann da Silva, Sandra Michele Volz Pinto, Tarcísio Barcellos Cardoso, Thaís Garcia Treicha, Vitória Damasceno da Silva, Welinton Costa Vicenzi.

- 2º lugar: I.E.E. PONCHE VERDE – Alberta Garcia, Daiane Cardoso, Kauani Oliveira, Marina Duarte, Rodaika Garcia, Andrey Rodrigues, Eduardo Funari, Gabriel da Luz, Luiz Renato Júnior, Matheus Borges.

- 3º lugar: E.E.E.M. CARMOSINA VAZ GUIMARÃES – Paula Rossato Milanesi, Cleisson Gonçalves Rosa, Cristiane Pinheiro de Souza, Marcelo da Silva Domingues, Katiele Mello da Silva, Cairo Jesus da Silva Garcia, Stéfani Batista Domingues, Charles Chagas Garcia, Jane Abreu Silveira, Luciano Natchigall Domingues, Sandy Garcia de Oliveira, Wellignton Garcia Vargas, Ana Carolina Camargo Gomes, Welliton Batista Domingues, Daiane de Souza Nunes, Luciano Pinheiro de Oliveira.


MELHOR TORCIDA

NÍVEL EDUCAÇÃO INFANTIL: E.M.E.I. RECANTO INFANTIL 

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 1º AO 5º ANO: E.E.E.F. REPÚBLICA RIOGRANDENSE

NÍVEL ENSINO FUNDAMENTAL - 6º AO 9º ANO/8ª SÉRIE: E.M.E.F. ANTENOR ELIAS DE MATTOS

NÍVEL ENSINO MÉDIO: I.E.E. PONCHE VERDE

Imagem e Informações: Secretaria Municipal de Educação

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Leitora reclama de entulho em frente a sua residência

"O progresso está chegando, a educação que foi embora", criticou Dalva Cruz.
Em pleno dia 20 de setembro, na fan page do site Mundo Piratini, recebemos uma reclamação de uma leitora, dando conta de uma grande quantidade de entulho defronte à sua residência.

No texto, Dalva Dias Bella Cruz explica que reside atualmente na cidade de Pelotas, porém tem uma casa na rua Princesa Isabel. Ela conta que ao chegar na residência, ficou perplexa ao ver o lixo que se acumulava nas proximidades, procurando a este veículo de comunicação para fazer cessar esse empecilho.

Aparentemente, segundo informou, a própria população é responsável pela situação, uma vez que descem de seus carros e largam o lixo no local. Em um próprio comentário na postagem, Cruz demonstra toda sua insatisfação. "O progresso está chegando, a educação que foi embora", criticou.

Em comentários de outros leitores, foi dada solidariedade ao caso de Dalva. Sandra Silveira Rosa, também mostrou-se frustrada. "Que tristeza ver a minha amada cidade desse jeito. Então é esse tipo de progresso que chegou na Capital Farroupilha", escreveu.

Leia abaixo, o texto na íntegra postado pela leitora Dalva Cruz.
"Como leitora assídua do Mundo Piratini deixo aqui minha manifestação. Sou moradora de Pelotas e mantenho casa em Piratini, terra natal da família. Quão triste fiquei ao chegar em casa, rua Princesa Isabel e deparar com isso em frente a minha casa. Sei da seriedade do trabalho de vocês, e conto com isso para barrar esse absurdo, pessoas descem dos carros, largam o lixo e vão embora. Lamentável, e ainda reclamam dos governantes."

Foto: Divulgação

Tribunal de Justiça empossa oito novos desembargadores

 Piratiniense Cairo Roberto Rodrigues Madruga está entre magistrados promovidos.
Na tarde da segunda-feira (22), uma solenidade realizada no Plenário Ministro Pedro Soares Muños, na sede do Tribunal de Justiça, em Porto Alegre, empossou oito novos desembargadores que passaram a integrar a Corte Gaúcha.

Foram empossados os magistrados Adriana da Silva Ribeiro, Jorge Alberto Vescia Corssac, Osnilda Pisa, Cairo Roberto Rodrigues Madruga, Jorge André Pereira Gailhard, Luiz Mello Guimarães, Marlene Landvoigt e Luiz Menegat.

O desembargador Cláudio Luís Martinewski, em nome do Tribunal de Justiça do RS, discursou saudando os novos desembargadores, relembrando brevemente a carreira de cada um dos oito magistrados. Quem também esteve presente na cerimônia foi o governador em exercício, desembargador José Aquino Flores Camargo, que representou o Governo do Estado. 

O destaque para Piratini, foi a promoção do juiz piratiniense Cairo Roberto Rodrigues Madruga, 54 anos, primeiro da história a lograr o mais alto degrau da magistratura no Rio Grande do Sul. 


Em uma entrevista exclusiva concedida ao Mundo Piratini, Madruga falou sobre sua carreira e o novo desafio que se inicia. "O fato de ascender ao último degrau da magistratura do Rio Grande do Sul, sabidamente uma das melhores do país, e passar a integrar o Tribunal de Justiça, como o 523º membro desde sua criação, inscrevendo o meu nome junto aos nomes dos eminentes juristas que já integraram ou ainda integram essa centenária Corte, é motivo de muito orgulho. Ao mesmo tempo, por tudo isso, e ainda por ser o primeiro piratiniense a assumir o cargo de Desembargador em nosso Estado, a minha responsabilidade resta aumentada sobremaneira. De qualquer sorte, chego ao Tribunal, depois de 24 anos de carreira, com a humildade que me caracteriza, disposto a continuar aprendendo com os colegas mais antigos, com os membros do Ministério Público e com a valorosa classe dos Advogados, instituições das quais me orgulho de haver pertencido", sublimou.

Uma comitiva formada por aproximadamente 15 pessoas deslocou-se até Porto Alegre para acompanhar a cerimônia solene. Dentre os convidados, estavam familiares, amigos e colegas do magistrado Cairo. O prefeito municipal Vilso Gomes, também prestigiou o feito inédito para a cidade.

Conforme explicou Geraldo Madruga, irmão do desembargador, o momento mais emocionante foi quando a filha de Cairo, de apenas 8 anos, proferiu um discurso em homenagem ao pai. "Minha sobrinha foi simplesmente magnífica. Conseguiu emocionar a todos com suas falas em um jantar que organizamos depois da posse", ponderou.

Leia abaixo, a transcrição do discurso feito pela menina Giulia, filha do magistrado, retirado do site www.peleando.net, do desembargador Newton Fabrício.
“Estamos aqui, reunidos para comemorar a posse do cargo de Desembargador, do meu pai e seus colegas.
Gostaria de agradecer ao tio José Aquino, pela oportunidade de eu fazer esta homenagem.
No dia que meu pai foi promovido fiquei muito feliz, apesar de não saber bem o que era o cargo de desembargador.
Quero dar os parabéns a Drª Adriana, Dr. Jorge Alberto, Drª Osnilda, Dr. Jorge André, Dr. Luiz Mello, Drª Marlene e Dr. Luiz Menegat.

Pai.
Que orgulho para nós, tua família e teus amigos, conseguiste chegar ao topo da tua carreira. Hoje, consigo entender, quando tu nos fala:
“Estudem, que sem estudo não há salvação.”a
E que a caneta é mais leve do que a pá. Pois é pai, isso se confirma hoje, foi com teu esforço e dedicação que chegaste ao cargo de Desembargador.
Parabéns e boa sorte!!! És um orgulho para teus filhos!

Giulia.”

Leia a entrevista completa com Cairo Madruga Clicando Aqui.

Fotos e informações: Inácio do Canto e Imprensa AJURIS


Atualizada às 22h14min - 25/09/2014

Avenida República Rio Grandense terá numeração modificada

Proprietários serão notificados da mudança nesta quinta-feira (25).
A Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos está organizando um grande mutirão de atividades na vila do Cancelão, que acontecerá durante todo o dia desta quinta-feira (25).

Uma das iniciativas que será realizada, será a notificação de todas as residências da principal avenida da vila, a República Rio Grandense. Há alguns meses, diversos logradouros do local tiveram que ter a nomenclatura modificada, pois já existiam no perímetro urbano da cidade.

Isso resultou em outro grande problema, pois com a troca do nome das ruas e avenidas, começaram a existir diversas residências com a mesma numeração, o que prejudica serviços básicos, como a entrega de correspondências e contas.

De acordo com Carlos Miguel de Ávila Porto, gestor da Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos, a iniciativa foi tomada após solicitações. "Houveram alguns pedidos de estatais como a CORSAN e CEEE, que estavam enfrentando problemas para entregar as contas. Decidimos acatar as reivindicações das companhias", justificou.

Há principio, apenas a avenida República Rio Grandense, antes conhecida como avenidas Sete de Setembro e Vinte de Setembro, sofrerão com as alterações. Os moradores serão notificados e deverão se encarregar de realizar a troca da numeração.

Lanceiro dará boas vindas aos visitantes
Na praça Miguel Sória, localizada na parte central do Cancelão, será instalada a estatua de um lanceiro, que ficará de frente para a chegada da vila pela ERS-265, que liga a cidade com o município de Canguçu. O local é utilizado principalmente por diminuir consideravelmente a distância percorrida, se comparado ao trecho da rodovia federal.

A antiga estatua do laçador, que ficava no início da avenida Maurício Cardoso foi depredada pela ação de vândalos, contando com restauros e modificações do diretor do Secretaria de Urbanismo, Odemar Rocha.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Menino de 6 anos pode ter sido molestado na vila do Cancelão

Caso é investigado em sigilo pela Polícia Civil de Piratini.
Existe uma grande suspeita ainda não confirmada sobre um caso de estupro de vulnerável, ocorrido na vila do Cancelão, na última segunda-feira (23).

As informações extra-oficias angariadas com fontes seguras do Mundo Piratini, dão conta que um menino de apenas 6 anos de idade foi molestado por um jovem ainda menor de idade. 

Ao chegar desconfortável em uma escola do Cancelão, professores e diretores perceberam a atitude atípica da criança, que ao ser indagada revelou o que havia se assucedido.

O Conselho Tutelar foi chamado e tomou as devidas providências tanto em relação à vitima, quando ao provável autor de praticar o ato libidinoso. 

Que o delegado Maurício Sampaio, titular da Delegacia de Polícia de Piratini, que chefia as investigações, não quis manifestar-se para preservar a identidade da vitima, que poderá ter um grande trauma futuro devido ao episódio.

A pena normal prevista no Código Penal Brasileiro, tipificada no Art. 217 como Estupro de Vulnerável, prevê reclusão de 8 à 15 anos. Todavia, como o suspeito é menor de idade, responderá apenas como menor infrator, podendo ser apreendido e levado para o Centro de Atendimento Sócio-Educativo (Case), de Pelotas.

Foto: Reprodução

Polícia recupera ônibus furtado

Veículo foi encontrado na localidade Ferraria, 2º distrito.
Um ônibus furtado no início do mês, das margens da ERS-702, há aproximadamente 500 metros do trecho que liga a rodovia estadual com a BR-293, foi encontrado durante a manhã de hoje (23), pela polícia.

A informação da localização do veículo deu-se depois que um motorista de uma condução escolar, estranhou a presença do ônibus na localidade Ferraria, 2º distrito do município. Esse condutor acionou a Brigada Militar, que repassou o dado para a Polícia Civil.

Ao chegar no local, que fica a uma distância aproximada de 8 km de onde foi praticado o delito, a polícia identificou que aquele era o ônibus furtado, tomando as devidas providências legais.

O empresário Gilberto Dutra, 40 anos, proprietário do coletivo, relatou que reside atualmente em Pelotas, e percebeu a falta do veículo ao transitar pela rodovia. "Quando vi que tinham furtado, registrei um boletim de ocorrência na delegacia. Não espera que fossem encontra-lo novamente", revelou.

Dutra acredita que apenas uma peça tenha sido levada. "O diferencial que eles roubaram custava um valor médio de 600 reais. O ônibus estava inutilizado, e servia apenas para alguns funcionários que acampavam nele", salientou.

Como estava com a documentação totalmente legalizada, o veículo foi entregue ao seu proprietário, porém o mesmo ficará como fiel depositário, até o final das investigações.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Primavera inicia ensolarada em Piratini

Estação das flores irá até o dia 21 de dezembro.
A primavera, época caracterizada principalmente pelo reflorescimento da flora, é considerada a mais florida do ano. Esse período é marcado por belas paisagens formadas pela natureza, com grande diversidade de flores, tais como orquídeas, jasmim, violeta, hortênsia, crisântemo, entre outras.

No Hemisfério Sul em 2014, a estação teve início às 23h29min do dia 22 de setembro. Seu término será apenas às 20h03min de 21 de dezembro, quando ela dará lugar ao verão.

Nesta terça-feira (23), primeiro dia de primavera, Piratini já começa a manifestar sua presença, com o ainda tímido reflorescimento de flores em logradouros da cidade.
Um dos destaques do perímetro urbano é a rua Sete de Setembro, localizada abaixo do Instituto de Educação Ponche Verde, onde existem várias árvores conhecidas como Ypês Amarelos, que embelezam o local.

A praça Inácia Machado da Silveira, defronte à Prefeitura Municipal, também demostra sinal da nova época. A magnífica imagem captada no início da tarde, representa o começo dos noventa e um dias de primavera.

O fatídico Combate dos Porongos

Canabarro teria sido surpreendido pelas tropas de Moringue ou traído seus próprios lanceiros negros?
Em época de finalizações do Tratado de Paz, que acabaria com a guerra entre os revolucionários do Rio Grande do Sul e a Monarquia do Império Brasileiro, o Combate dos Porongos ficaria para a eternidade marcado como um dos mais encarniçados de todos, e causaria um dos debates mais ferrenhos entre historiadores e pesquisadores da história da Revolução Farroupilha.

Na madrugada do dia 14 de novembro de 1844, no Cerro dos Porongos, em Piratini (atual município de Pinheiro Machado), as tropas imperiais comandadas pelo impetuoso Francisco Pedro de Abreu, o Moringue, fariam um ataque fulminante contra as forças revolucionárias de Davi Canabarro, e principalmente, sobre o Corpo de Lanceiros Negros, sob ordens do coronel Joaquim Teixeira Nunes, o Gavião.

A vitória dos monarquistas foi incontestável, pois com pouquíssimas baixas, conseguiram exterminar dezenas de farrapos. Os lanceiros negros, que portavam apenas armas brancas, foram estraçalhados pelos legalistas.

Este, ficaria marcado como um dos combates mais encarniçados de toda a revolução, onde estima-se que mais de 300 lanceiros negros tenham morrido. E ainda, tenha sido ferido vindo a óbito dias mais tarde, o valoroso coronel Teixeira Nunes, um dos grandes comandantes das tropas de lanceiros.

Davi Canabarro, o general que comandava as tropas, foi um dos únicos que conseguiu fugir ileso do ataque de Moringue. A partir daí, boatos até hoje divergidos davam conta que Canabarro havia traído seus próprios soldados.

Esta alegação foi feita, após ser apresentada uma carta enviada pelo comandante-em-chefe e presidente da província, Luiz Alves de Lima e Silva, o famigerado Barão de Caxias, ao Moringue, informando a data, local e hora do ataque.

Esta carta dava a entender que Canabarro tinha feito um acordo com Caxias, entregado seus próprios homens, uma vez que a alforria dos escravos era um dos principais pontos de entrave para que fosse assinado o tratado de paz.

Alguns historiadores famosos defendem que o general farroupilha teria desarmado as tropas, sob alegação de que a guerra teria acabado, premeditando a emboscada contra os escravos negros.

No entanto, há outra versão a ser externada, que seria a falsificação desta carta, para denegrir a imagem de Canabarro perante aos demais líderes farrapos, pois ele, como chefe em armas da República Rio-Grandense, era a grande esperança de vitória para os republicanos.

Até hoje a polêmica envolvendo Canabarro paira sobre o Rio Grande. Seria ele um traidor que entregou seus próprios subordinados, ou apenas mais um a ser caluniado pelo Império para extinguir o movimento separatista do Rio Grande do Sul?

Já iniciamos um aprofundado estudo, para em novembro deste ano, com subsídios e argumentos fundamentados, possamos externar uma versão completa e detalhada sobre esse combate, que ficou conhecido como Massacre de Porongos.

História da Revolução Farroupilha permanece viva em Piratini

Município tem três edificações tombadas pelo IPHAN e outras 15 pelo IPHAE.
Considerado o fato histórico mais marcante do Rio Grande do Sul, a Revolução Republicana que pretendia tornar o Estado independente e desliga-lo das demais províncias do Brasil, teve grande influência da Revolução Francesa, que ocorreu de 1789 à 1799.

Os episódios que antecederam esta decisão são inúmeros, porém é necessário frisar alguns, como o alto custo de produtos exportados da então Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, como o charque, a graxa, o couro, e tantos outros, que eram taxados com impostos abusivos pelo Império.

Além disso, um presidente da Província que defendesse os ideais rio-grandenses também era outro clamor dos revolucionários. Na memorável noite do dia 19 de setembro de 1835, José Gomes de Vasconcelos Jardim, Onófre Pires e tantos outros líderes republicanos, rumaram de Pedras Brancas (atual município de Guaíba) em direção à Porto Alegre, conquistando a cidade e depondo o presidente Antônio Fernandes Braga, que evadiu para o porto da cidade de Rio Grande.

Menos de um mês após esse episódio, mais especificamente no dia 8 de outubro de 1835, as forças republicanas formadas por mais de 100 homens, comandadas por Antônio de Oliveira Nico, tomaram a cidade de Piratini, rendendo e destituindo as autoridades imperiais. O presidente da Câmara de Vereadores, Vicente Lucas de Oliveira, aderiu a causa e permaneceu em seu cargo, todavia, outros como o juiz de paz na época, foram destituídos.

A partir daquele momento, intensificavam-se na vila de Piratini as forças liberais, comandadas pelo famigerado general Bento Gonçalves da Silva. Posteriormente, após a proclamação da República Rio-Grandense, o presidente interino José Gomes de Vasconcelos Jardim, elevou-a a categoria de cidade, status que teve até o final da guerra, quando retornou a ser considerada como uma vila por mais 92 anos.

A partir desta elevação proposta por Gomes Jardim, a cidade abrigou a sede do governo da República Rio-Grandense, servindo como moradia para oficiais de alto nível, como o próprio Bento Gonçalves da Silva, Antônio Fonseca de Souza Neto, Joaquim Teixeira Nunes, Giuseppe Garibaldi, Luigi Rossetti, dentre tantos outros.

Atualmente, muitos destes prédios construídos no século XIX permanecem em bom estado, fomentando o potencial turístico de Piratini. Alguns destes, foram agraciados com projetos de restauro, como é o caso do Museu Histórico Farroupilha, edificação construída em 1819, onde supostamente possa ter funcionado o Ministério da Guerra e Interior.

Ao total, de acordo com o livro Centro Histórico de Piratini – Preservação e Valorização, de Ceres Storchi e Vlademir Roman, na cidade existem três prédios tombados pelo Instituto de Património Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que são: Museu Histórico Farroupilha, Casa de Garibaldi e Palácio do Governo Farroupilha.

Já pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IPHAE), são 15 edificações tombadas. Outrossim, 33 locais ainda tem tombamento pelo município, incluindo a Casa de Camarinha, construída aproximadamente em 1789, considerada o primeiro prédio da povoação de Piratini, que pertencia a Antônio José Vieira Guimarães.

Onde existe hoje a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, foi construída a primeira capela da povoação, sendo a mesma finalizada no ano de 1814. Quando eclodiu a Revolução Farroupilha a capela estava quase concluída, mas uma das torres ameaçava ruir, sendo então demolida.

O sobrado que encontra-se na rua Bento Gonçalves com a parte superior revestida de azulejos, pertenceu ao primeiro presidente da Câmara de Vereadores, Vicente Lucas de Oliveira. Durante a revolução, a edificação serviu como Ministério da Justiça e da Guerra.

A Casa de Garibaldi, como supracitado, é um dos três prédios a ter tombamento federal. Além de abrigar o afamado italiano considerado o “Herói de Dois Mundos”, no local funcionava ainda o jornal oficial da República: “O Povo”.

Sua primeira edição foi lançada de Piratini, em 1 de setembro de 1838. O Povo era produzido por Luigi Rossetti, outro italiano carbonário que valorosos serviços prestou a República Rio-Grandense.

No prédio construído por Manuel Jacinto Dias em 1826, funcionou o Palácio do Governo Farroupilha. Atualmente, o local abriga a Secretaria de Cultura e Turismo e o Museu Municipal Barbosa Lessa.

Chefe da Legião das Guardas Nacionais da Comarca de Piratini e Proclamador da República Rio-Grandense, o general Antônio Fonseca de Souza, o “Neto”, também foi uma figura ilustre no berço farrapo. O local onde ele residia encontra-se totalmente descaracterizado, o que frustra visitantes e piratinienses.

Em suas memórias escritas por Alexandre Dumas, Giuseppe Garibaldi descreve a cidade de Piratini.
“Piratini é realmente um dos mais belos lugares do mundo; dividida em duas regiões: uma de planícies e outra montanhosa. O viajante não tem precisão de dizer nem de pedir coisa alguma; entra em qualquer habitação, vai direto a câmara de hóspedes; os criados aparecem sem que sejam chamados, descalçam-no e lavam-lhe os pés. Fica ali quanto tempo quer e, quando lhe apetece, retira-se sem despedir-se nem agradecer; e apesar desta descortesia, outro que venha depois dele não é recebido com menos aguado. É a juventude da natureza, o erguer da humanidade.”

No mês de setembro, quando a cidade realiza a tradicional Semana Farroupilha, os visitantes são recebidos com a mesma hospitalidade de séculos anteriores, pois a amor pelo Rio Grande permanece vivo e pulsa incessavelmente na alma de cada piratiniense.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Palco do Rio Grande recebeu pelotense mais bagual do Estado

Joca Martins finalizou quinta noite da Semana Farroupilha de 2014.
Depois das apresentações de Gilberto Gomes e Volmir Martins, o cantor pelotense Joca Martins, autor do sucesso "Eu Sou Bagual", que não havia vindo na Semana Farroupilha de 2013, neste ano compareceu e agradou aos presentes no centro de eventos Erni Pereira Alves.

Com seu "jeitão bem domingueiro", Martins garantiu calorosos aplausos do público, entretanto por ser um dia de semana e ter iniciado com um pouco de atraso, passando das 23h30min, ao final o número de expectadores diminuiu consideravelmente.

Contudo, esse detalhe não desmotivou o artista, que continuou a interpretar suas composições. A afamada frase "Ai que eu me refiro", foi citada ao menos cinco vezes durante sua apresentação no palco.

Em seu camarim após sua participação, o artista detalhou a sensação de estar em Piratini. "Retornar a Capital Farroupilha e cantar na Semana Farroupilha após dois anos tem um sabor muito especial. Estou muito contente em estar aqui", descreveu.

Acerca da canção "Eu Sou Bagual", grande sucesso que virou um hit em todo o sul do país, Joca disse que é uma criação de Fernando Soares e Juliano Gomes, que fizeram imaginando um homem do campo visitando Santana do Livramento. "Quando eu ouvi eu pensei que essa música tinha um toque especial e a gravei. Por onde a gente anda o pessoal gosta de mais, pois se identifica com ela", explicou.

Alusiva a história da Revolução Farroupilha, foi lançada a música "A Guerra que não Perdemos". "Essa melodia é em parceria com o Negrinho Martins e a letra do Rodrigo Bauer, que é um grande poeta e parceiro com quem eu troco idéias e vou construindo propostas. Realmente é uma musica que tem um sabor muito especial, e esta tendo uma aceitação muito grande do público", enalteceu.

Assista abaixo em vídeo, a entrevista completa com Joca Martins.

Desfile temático celebra Dia do Gaúcho

Vencedor em 2013, piquete Resto de 35 consagrou-se como bi-campeão da competição.
Além de Dia do Gaúcho, a data de 20 de setembro tem um valoroso significado histórico para nosso Estado, pois foi nesse dia, ou melhor dizendo na madrugada de 19 para 20 de setembro de 1835, que Porto Alegre fora tomada pelos revolucionários no primeiro ato da Revolução Farroupilha.

Desde então, cultivando a tradição e costumes de geração para geração, diversas cidades do Rio Grande do Sul realizam desfiles temáticos, que servem não somente para sublimar a memória de nossos antepassados, mas também resgatar os valores e sentido de sermos gaúchos.

Em Piratini, o tradicional desfile de cavalarianos reuniu milhares de pessoas nas principais avenidas da cidade: Gomes Jardim e Maurício Cardoso. Turistas de todo o Estado vieram para a Primeira Capital da República Rio-Grandense, e assistiram magníficas apresentações de piquetes. Estima-se que mais de 2 mil cavalarianos tenham desfilado na avenida, além de outras pessoas que participaram em carros alegóricos.

O destaque deste ano foi a participação de autoridades no desfile. O ex-prefeito de Pelotas e candidato a deputado federal Fernando Marroni e o deputado estadual Edegar Pretto, arrancaram calorosos aplausos do público.

O campeão de 2013, piquete Resto de 35. distinguido neste ano dos demais pela apresentação ao microfone integrada por uma canção própria, garantiu nova vitória, se consagrando como bi-campeão da competição.

Outrossim, vale ser salientado também, a valiosa participação de crianças, que nos carros alegóricos ou a cavalo com os pais, engrandeceram ainda mais o significado e sentido dos desfiles. 

Curta a página do Mundo Piratini e confira a galeria completa de fotos do desfile:

Briga em saída de casa noturna resulta em prisões

Duas facas foram encontradas em calçados de envolvidos.
Um briga em frente a uma renomada casa noturna por volta das 4h45min da madrugada deste sábado (20), culminou em três indivíduos conduzidos até a Delegacia de Polícia por desobediência.

O caso aconteceu após discussão entre dois homens dentro do salão de festas, sendo eles retirados para fora do local. Já na área externa da casa noturna, os dois foram para as vias de fato, trocando socos e pontapés.

A Brigada Militar foi acionada para conter o conflito, chegando pouco após na avenida Gomes Jardim, onde quatro pessoas foram abordadas. Três destas negaram-se a obedecer as ordens dos policiais, alegando que eram trabalharas.

O trio M.C., 24 anos, P.S.C., 38, e V.S.C., 28, foi conduzido até o Pronto Socorro do Hospital local, onde foi feito o exame de praxe de corpo de delito, e posteriormente encaminhados a Delegacia de Polícia, onde foi feito o registro do Boletim de Ocorrência pelo crime de Desobediência. A outra pessoa, que havia divergido com o grupo, também foi ouvida, porém como testemunha.

Em revista pessoal na DP local foram encontradas duas facas de 14 cm nos calçados de M.C e P.S.C. Os objetivos também foram apreendidos pelas autoridades policiais. O grupo trabalha em uma carvoaria localizada no Passo da Invernada, 1º distrito.

Segundo conflito na mesma madrugada
Pouco tempo depois dessa ocorrência, outro homem que não teve sua identidade revelada, ficou exaltado ao ser negado de entrar na casa noturna. Aparentemente ele desferiu uma tijolada na porta do prédio, ameaçando funcionários do estabelecimento. Novamente a BM foi chamada, e sendo necessário o uso moderado da força devido a reação do homem, ele também foi preso.

domingo, 21 de setembro de 2014

Pai desesperado pede ajuda para filha que necessita fazer cirurgia

Família precisará ficar seis meses na cidade de Rio Grande; qualquer doação será bem vida.
O relato de um pai, que em meio ao mês de setembro, época de maior festejos em Piratini, decidiu sair de casa e bater de comércio em comércio, merece ser retratada por um veículo de comunicação que acima de tudo, visa cumprir seu papel social e ajudar os mais necessitados.

Este homem da imagem, cabisbaixo, de olhar triste, viu-se desnorteado ao saber que a filha de apenas 6 anos, teria que ter sua perna operada em três locais, para somente deste modo, conseguir locomover-se sozinha.

Cristiano Souza Vieira, piratiniense de 30 anos e sua esposa, Santa Helena Mesquita Barroso, perceberam sua pequena filha Janaina tinha um problema na perna, quando começou a tentar caminhar, porém a criança sempre caia e demostrava sinais de dor.

Foi descoberto que a menina havia deslocado a perna quando nasceu e teria que realizar um procedimento cirúrgico na cidade de Rio Grande. Sendo necessário ela permanecer por seis meses naquela cidade.

Vieira disse que seria impossível pagar todo esse procedimento particular, e apelou ao Sistema  Único de Saúde (SUS), que viabilizará a operação marcada para o dia 26 de setembro. Entretanto, para manter ao menos uma pessoa com ela em Rio Grande durante esses seis meses, será necessário desembolsar um alto valor, do qual Cristiano diz não dispor.

A solução encontrada por ele foi pedir donativos a empresas e realizar um bingo para angariar dinheiro. Comovidos com o relato, decidimos fazer uma entrevista, e solicitar a solidariedade da população, para que possa doar qualquer valor para a família.

As doações podem ser deixadas no bar do Adão Silveira, localizado no bairro Padre Reinaldo, ou ainda, você pode entrar em contato diretamente com Cristiano através do telefone: (53) 9928-7849.

"Quem quiser me ajudar pode ajudar. Deus esta vendo as boas ações, por que a única coisa que eu quero é que ela fique boa. Vou  agradecer de todo o coração para quem puder me doar, pode ser até 2 reais, já irá ajudar muito", apelou.

Assista abaixo em vídeo, a comovente entrevista de Cristiano Vieira.

Primeiro desembargador piratiniense da história será empossado hoje (22)

Natural de Piratini, Cairo Roberto Rodrigues Madruga, 54, viveu sua infância no Cerro Alegre, 1º distrito.
O dia 22 de setembro de 2014 ficará marcado na história da cidade de Piratini devido a um feito inédito para o pequeno município localizado na zona sul do Estado, com aproximadamente 20 mil habitantes.

Será durante a tarde desta segunda-feira, com início previsto para às 14 horas, no Pleno do Tribunal de Justiça, em Porto Alegre, que oito juízes de direito serão promovidos a desembargadores, o mais alto degrau da magistratura no Rio Grande do Sul.

Dentre eles, está um ilustre piratiniense, o primeiro da história a assumir esse cargo. Cairo Roberto Rodrigues Madruga, de 54 anos, é motivo de orgulho e exemplo de superação e perseverança para aqueles que almejam seguirem seus sonhos.

Nascido em Piratini, Cairo viveu sua infância na localidade Cerro Alegre, 1º distrito. Estudou parte do Ensino Fundamental (até 5ª série) na extinta escola municipal Assis Brasil, localizada na Coxilha Alta, 1º distrito, fazendo seu complemento (até a 8ª série), no atual Instituto de Educação Ponche Verde.

Madruga cursou direito nas Faculdades Unidas de Bagé, hoje Universidade da Região da Campanha (Urcamp), concluindo o respectivo curso no ano de 1982. Formado, ele advogou entre 1982 e 1987, assumindo posteriormente como pretor, sendo designado para atuar nas Comarcas de Santa Vitória do Palmar, Porto Alegre e Dom Pedrito. Em 1989, foi nomeado como promotor de justiça, desempenhando tal função na Comarca de Pelotas.

Ingressou na magistratura em concurso realizado em 1989, tendo assumido em São Lourenço do Sul no ano seguinte. Três anos mais tarde, foi promovido para uma Comarca de entrância intermediária, na cidade de Rio Grande. Sendo que em 1997, foi novamente elevado para uma Comarca de entrância final, trabalhando desde então em Porto Alegre.

Em uma entrevista inédita e exclusiva, o piratiniense mostrou toda sua simplicidade, ao relembrar suas origens e externar sua sensação de integrar o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

"O fato de ascender ao último degrau da magistratura do Rio Grande do Sul, sabidamente uma das melhores do país, e passar a integrar o Tribunal de Justiça, como o 523º membro desde sua criação, inscrevendo o meu nome junto aos nomes dos eminentes juristas que já integraram ou ainda integram essa centenária Corte, é motivo de muito orgulho. Ao mesmo tempo, por tudo isso, e ainda por ser o primeiro piratiniense a assumir o cargo de Desembargador em nosso Estado, a minha responsabilidade resta aumentada sobremaneira. De qualquer sorte, chego ao Tribunal, depois de 24 anos de carreira, com a humildade que me caracteriza, disposto a continuar aprendendo com os colegas mais antigos, com os membros do Ministério Público e com a valorosa classe dos Advogados, instituições das quais me orgulho de haver pertencido", sublimou.

O futuro desembargador também lembrou de outros nomes de vital importância jurídica para a cidade, salientando sua história de superação e dedicação para chegar ao mais alto cargo da magistratura.

"Piratini, que já teve filhos em destacados cargos na própria magistratura, e cito os mais recentes, o Dr. Arionaldo Luçardo e a Drª Maritana Viana da Silveira, e no Ministério Público, da Drª Julieta Dutra (Ministério Público Militar) e o Dr. Francisco Luçardo, que chegou ao cargo Procurador-Geral de Justiça do Estado, ainda se ressentia da falta de um Desembargador, lacuna que agora é preenchida. A importância desse feito está mais ligada ao exemplo que disso se extrai, no sentido de que pessoas de origem simples, desprovidas de recursos financeiros como eu, com determinação, esforço, honradez e dedicação aos estudos, sem se deixar abalar pelos obstáculos do caminho, podem chegar a um cargo como o de Desembargador", enalteceu.

Acerca das experiências positivas que viveu até o momento, Cairo relembrou em um sucinto relato, os fatos que mais marcaram essa trajetória.

"No início da carreira, na entrância inicial, como sói acontecer, me defrontei com praticamente todas as áreas do direito; depois, na entrância intermediária, já a atuação restringiu-se às áreas criminal, englobando o Júri e Execução Criminal, e também a Infância e Juventude, e depois, na entrância final, onde se começa como Juiz substituto, tive a oportunidade de atuar nessa condição novamente nas Varas do Júri, no Plantão do Foro Central, Vara de Delitos de Trânsito, Vara da Fazenda Pública, Varas Criminais, Vara de Precatórias e Varas de Família, e como titular jurisdicionei o 2º Juizado da 1ª Vara Cível e, finalmente, o 1º Juizado da Vara de Família e Sucessões do Foro Regional do Partenon. As experiências, especialmente as vivenciadas nas áreas criminal, de família e infância e juventude, nas quais o foco não é patrimonial de um modo geral, são muito enriquecedoras, pois ali se enfrenta diariamente as dificuldades pessoais dos envolvidos, envolvendo questões como a liberdade e toda gama de conflitos familiares, enfim, as misérias humanas, o que nos torna mais tolerantes e mais preparados para a vida", mencionou.

Em suas considerações finais, Madruga além de agradecer pelo espaço concedido, aproveitou para deixar uma mensagem aos conterrâneos e leitores. "Quero dizer que meu gabinete no Tribunal Justiça sempre estará de portas abertas para receber os amigos, notadamente os advogados", concluiu.